E quem é feliz, faz feliz os outros.
~ O Diário de Anne Frank.   (via sujeitando)

(via letmebe-yourbb)



Amor, queria te contar os planos que fiz para nós nas madrugadas em que você dormia, e eu custava a pegar no sono. Posso? Bem, não quero que me ache uma tola, mas seria legal andar de mãos dadas na rua, não acha? Apenas eu e você. Nos dias de frio, poderíamos nos enrolar nas cobertas para ver um filme, eu deixo você escolher o gênero, e não me importo se o filme que você escolher não me agradar, durante o filme eu posso ficar te olhando, juro, não me incomodaria. Até prefiro assim. Poderíamos ir ao cinema também, ver um filme bem chato, e assim daríamos uns amassos bem gostosos. Você poderia me levar para ver o por do sol. Eu acho lindo sabe, um casal sentado à grama, admirando aquela linda imagem do sol indo embora. Apesar que partidas não são bonitas, mas se você estiver ali do meu lado e permanecer ali, pra mim está tudo bem, porque o sol voltará amanha, e você ainda estará comigo. Já imaginei nas manhãs, eu acordando, olhando para o lado e vendo a mais bela cena de você dormindo, em seguida, te dou um beijo delicado para que você não acorde e possa dormir mais, levanto e vou preparar nosso café da manhã. Eu também posso cantar para você nas noites em que você estiver sem sono, só promete que não vai rir de mim caso minha voz desafinar. Posso também fazer sua comida preferida, e podemos ter o animal de estimação que você quiser. Podemos ouvir suas músicas e morar onde achar melhor. Também já pensei em nossas brigas, eu te mandando para todos os lugares possíveis, e você me dizendo coisas horríveis, mas logo em seguida, penso em nossas reconciliações, paramos de nos xingar, nos olhamos e todos já sabem como termina. Mas se tem uma coisa que não consigo imaginar, é nós dois separados, com futuros diferentes, um longe do outro. E mesmo que não aconteça todas essas coisas, eu aceito o que vier se for com você.
~ Eternismo - Quero te eternizar em mim.    (via pronuncio)

(via letmebe-yourbb)



(via oescritor)



(via oescritor)



(via oescritor)



Vou inventar avós que nunca morrem, e cachorros também. Eu vou inventar uma verdade sem problemas e um caminho doce pra poder voltar e catar todos os caramelos que tiraram de mim. E mesmo que tudo dê errado, mesmo assim, não tem problema. Eu deito no telhado de uma casa qualquer, olho pro céu e invento uma nuvem que chove sorrisos, bem em cima de mim.
~ Los Hermanos. (via inverbos)

(via letmebe-yourbb)



Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio. Porque metade de mim é partida, mas a outra metade é saudade. Porque metade de mim é o que ouço, mas a outra metade é o que calo. Porque metade de mim é o que eu penso, mas a outra metade é um vulcão. Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável. Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade eu não sei. Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço. Porque metade de mim é amor e a outra metade também.
~ Oswaldo Montenegro.   (via inverbos)

(via letmebe-yourbb)



Uma flor nasceu na rua! Passem de longe, bondes, ônibus, rio de aço do tráfego. Uma flor ainda desbotada ilude a polícia, rompe o asfalto. Façam completo silêncio, paralisem os negócios. Garanto que uma flor nasceu. Sua cor não se percebe, suas pétalas não se abrem, seu nome não está nos livros. É feia. Mas é realmente uma flor. Sento-me no chão da capital do país às cinco horas da tarde e lentamente passo a mão nessa forma insegura. Do lado das montanhas, nuvens maciças avolumam-se. Pequenos pontos brancos movem-se no mar, galinhas em pânico. É feia. Mas é uma flor. Furou o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio.
~ Carlos Drummond de Andrade.  (via inverbos)

(via letmebe-yourbb)



Copyright (c) 2011 All rights reserved. The First Time theme by: ©YAM16
^ Scroll to Top